Apresentando: Plugin WP Multisite XML-RPC

Já faz um tempo que sou usuário de WordPress e desenvolvo soluções na empresa em que trabalho com ele. Minha imaginação de programador viaja com as possibilidades de plugins possíveis através de sua API. Já tive várias ideias, que até comecei a desenvolver, e depois descobri que já estavam disponíveis no diretório de plugins (que bom!). Este plugin é muito especial para mim. É o primeiro, que envio para o diretório do wordpress.org, e nasceu de uma necessidade real.

O WordPress possibilita que você administre seu blog remotamente através de sua interface XML-RPC. No entanto, esta API cobre apenas as tarefas triviais de um blog (escrever artigos, responder comentários, etc). Com o lançamento do WordPress 3.0, não existe mais WordPress MU. Ou seja, se você tem um blog com a versão 3.0, pode transformá-lo em uma rede.

Com o plugin Multisite XML-RPC você pode fazer remotamente algumas das novas tarefas administrativas de uma rede de blog. Por enquanto, as tarefas são:

Meu objetivo é expandir estas funções assim que forem necessárias (Se você sentiu falta de algo, por favor, escreva nos comentários). Com este plugin, já é possível fazer a integração da administração de sites do WordPress em outros sistemas (Web, desktop e celulares).

Faça o download em: http://wordpress.org/extend/plugins/multisite-xml-rpc/

Este plugin ainda tem muito o que melhorar e pretendo ainda investir tempo o melhorando. Se você quiser ajudar, faça um fork no github ou relate um bug. Feedback de qualquer tipo é sempre bem vindo.

Bugs que me deixaram ocupado este mês

Atualmente estou lendo 2 livros, desenvolvendo um “projeto de estimação”, e estudando algumas coisas menores em paralelo. Mas não é só isso que tem roubado meu tempo, e minhas noites de sono. Encontrei alguns bugs em tarefas que deveriam ser triviais. Estou compartilhando na esperança de ajudar outras pessoas a economizar o tempo que gastei.

1- Eclipse Ganymede + PDT 2 + Linux 64 bits
O eclipse não é o auge da produtividade, mas é minha ferramenta preferida para fazer código. A grande vantagem do eclipse é sua extensibilidade. É possível encontrar plugins para TUDO, embora eu ache que muitos plugins comprometem muito sua estabilidade (assim como acontece com o firefox).

Apesar de ser muito fácil de instalar os plugins, não consegui de jeito nenhum instalar o PDT 2 no meu eclipse ganymede que está instalado no meu notebook com kubuntu 9.04 x86_64. Muito google depois, encontrei a salvação neste post

2 – mod_rewrite no WordPress MU
Apesar da instalação no servidor de desenvolvimento (meu computador) estar funcionado perfeitamente, minha instalação do WPMU no servidor de produção não estava exibindo as imagens corretamente, encaminhando a requisição para um erro 404. Recorri ao google e descobri que isto aconteceu com um usuário do forum do WPMU. O problema é que este usuário decidiu simplesmente trocar de servidor!! Google de novo, leitura da seção do mod_rewrite no manual do apache, e finalmente encontrei uma solução que coloquei no forum (em resposta ao usuário que trocou de servidor).

Ainda estou monitorando esta resolução, não sei se pode causar outros bugs no futuro. Até o final desta edição (sempre quis dizer isto) não tive nenhum problema. Ainda assim, publico aqui, se ocorrer algo.

A parte boa de tudo isso é que estudei algumas coisas que, com certeza, serão usadas no futuro. Só espero não ter outra sessão de aprendizado forçado tão cedo, afinal, preciso produzir alguma coisa!

Atualização: A correção que eu coloquei no forum do WPMU funcionou apenas para o site principal, nos sub-domínios o erro persistiu. Uma nova correção, com explicação, está neste link.

Múltiplos blogs no seu servidor com WordPress MU

Nas últimas semanas estive trabalhando no wordpress, wordpress MU para ser mais específico. WordPress é o popular gerenciador de conteúdo para blogs. WordPress MU é um projeto, de código aberto também, feito para possibilitar o gerenciamento de diversos blogs utilizando wordpress, a partir de apenas uma intalação (com resultado similar ao wordpress.com).

Se você não conhece o MU, faça uma visita ao site oficial. Segundo o próprio site, 95-99% do código do projeto é o próprio código do wordpress. Além disso, suporta a maioria dos temas, plugins, traduções e é usado em grandes projetos como os Blogs do Le Monde, o Edublogs e até o Blig (Hospedagem de blogs do IG).

O desenvolvimento para o MU possui o mesmo nível de dificuldade do WordPress. Isto é, se você já está acostumado a desenvolver plugins ou temas para o wordpress, tem muito pouco o que aprender. Apesar da menor quantidade, o MU possui o mesmo bom padrão de documentação.

Colocar o MU pra funcionar não é tão fácil quanto colocar o WordPress. Ele possibilita a instalação criando blogs como subdomínios ou subdiretórios. Se você não tem conhecimento ou acesso às configurações do seu servidor, recomendo que você use os subdiretórios.

Se você ficou com vontade de colocar a mão na massa com o MU, considere duas outras boas fontes de informações a respeito. A primeira delas é o WPMU Dev, que além de temas, plugins e informações, vende suporte, hospedagem e personalização. A segunda é o blog WPMU Tutorials, que fornece informações sobre plugins, configurações e o estágio de desenvolvimento do projeto. Inclusive, neste último, existe um e-book para te ajudar a fazer a instalação no seu servidor.

Estou desenvolvendo alguns plugins para o MU, se ficarem bons o suficiente para poderem ser usados por outrem, publico aqui no blog. A versão 2.7 acabou de ser lançada. É uma boa oportunidade para experimentar o MU, na minha opinião, este projeto tem futuro.