Effective Programming: More Than Writing Code

1559_thumbComo programador que sou, dedico boa parte do meu tempo escrevendo para um computador e tentando me aperfeiçoar nisto. No entanto, isto não é tudo que se espera de mim como profissional. Grande parte do meu trabalho não está relacionada ao código que escrevo. Por mais que me tornar um escritor de código melhor seja essencial para o meu trabalho, existem outros pontos tão essenciais quanto (ou mais) e é disto que Effective Programming: More Than Writing Code se trata.

Este ebook é um apanhado de posts do famoso blog Coding Horror de Jeff Atwood  — um dos meus blogs favoritos, devo admitir — é comercializado pela hyperink por justos US$ 2,99, e você ainda pode enviar para os amigos de graça no momento da compra! Claro que tudo isso é possível porque a “editora” sabe que você já tem esse conteúdo gratuitamente, mas acredite, só o trabalho de separar e organizar estes posts já vale mais do que o simbólico preço.

O Coding Horror é um blog publicado desde sempre 2004 e embora eu até já conhecesse alguns dos posts no livro, a maioria foi inédita para mim. Eu recomendo muito a leitura, mas se você não estiver planejando comprar, considero os seguintes posts altamente interessantes:

I Repeat: Do Not Listen to Your Users: Muito perceptível no dia-a-dia. Ouvir cegamente seu usuário chega a ser frustrante, mas isto não significa que devemos ignorá-lo.

Listen to Your Community, But Don’t Let Them Tell You What to Do: Sobre como receber o feedback da comunidade ao redor do seu software ou projeto.

Low-Fi Usability Testing: “You don’t know if your application truly works until you’ve performed usability tests on it with actual users.”.

I Pity The Fool Who Doesn’t Write Unit Tests: “Whenever you are tempted to type something into a print statement or a debugger expression, write it as a test instead.”

The Ultimate Unit Test Failure: Seu usuário não liga muito para sua cobertura de testes de 100%.

Meetings: Where Work Goes to Die: Me fez fazer a minha “lição de casa” antes das reuniões do trabalho.

Sharpening the Saw: “Sharpening the saw is shorthand for anything you do that isn’t programming, necessarily, but (theoretically) makes you a better programmer.”

Como o próprio título do livro já diz, eu aprendi mais do que escrever um código melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s